Agência Totem no Caracol 2017

O concurso El Reconocimiento Universitario Caracol de Plata leva a agência Totem pela segunda vez a competir buscando o reconhecimento universitário da Ibero-américa. A partir de uma iniciativa privada surgiu a instituição Caracol de Plata A.C. em 1999, trazendo o propósito de promover a responsabilidade social empresarial, além da participação dos cidadãos na comunicação, no intuito de difundir mais e melhores mensagens de benefício social.

Através do dele, o Centro Mexicano de Filantropía (Centro Mexicano para la Filantropía (Cemefi)) e a (Responsabilidad Social Empresarial (AliaRSE)) Responsabilidade Social Empresarial buscam criar entre os estudantes o interesse por problemas sociais e devidas soluções, os jovens também ganham a experiência de utilizar ferramentas que terão na sua vida profissional.

Ao longo do processo, a instituição também abre portas para agências de publicidade, meios de comunicação, empresas e demais organizações também da Ibero-américa, visando que essas também tenham participação, patrocínio e difusão das mensagens com benefício social.
 No final, o Jurado Internacional elege os melhores e a Associação os reconhece o os premia com um “troféu”, que se denomina Caracol de Plata. 

 Veja abaixo a peça da Agência Totem de 2015: 

Peça Caracol 2015 “El hambre de conocimiento”

O aluno de publicidade e propaganda da Fumec, Gustavo Muraro, que criou a peça do ano passado fala um pouco sobre sua experiência “O conceito do lápis mordido veio do coordenador da Totem, Admir Borges, mas era para outro concurso de criação e com tema diferente. O desafio aqui foi mudar o conceito original de “quebrar a cabeça” para “fome de conhecimento”. Busquei informações nos relatórios da UNESCO e me deparei com este dado de 2015: 121 milhões de crianças e adolescentes estão fora da escola no mundo todo. Milhares de ONGs batalham todos os dias para diminuir este número e é aqui que chamamos para o voluntariado. A fotografia (e as mordidas do lápis) é de autoria da Gabriella Coelho, que à época também foi da Agência Totem. Esse foi o nosso primeiro trabalho juntos e acredito que desenvolvemos alguns outros trabalhos internos. A escolha de uma única família tipográfica e apenas o branco é para dar mais espaço à fotografia, que foi mais saturada no Photoshop para dar o efeito contrário e se destacar mais.”

Edição 2017:

Arielle Lopes, também aluna de publicidade e propaganda da Fumec, participou da criação da peça que está concorrendo este ano e conta “participar do Caracol de Plata é uma ótima experiência quando você ainda está estudando porque é uma oportunidade de criar um trabalho para uma instituição séria, que não só avalia a sua ideia, mas também tem uma responsabilidade social para com o público. No ano de 2015 nosso intuito era criar uma peça sobre voluntariado e este ano foi os desafios da responsabilidade empresarial social. O tema é bastante interessante pois nos estimula a conscientizar as empresas sobre atitudes que elas deviam tomar em prol da melhoria de condição de vida de toda sociedade. O processo de criação foi bem demorado, mas chegar a um resultado satisfatório de layout é mais; o bom é que sempre somos bem orientados pelo nosso professor. Não posso falar muito sobre o conteúdo das peças, mas posso garantir que nos esforçamos para alcançar o melhor resultado e que é gratificante participar de um concurso Ibero Americano”.

Deixe uma resposta